domingo, 22 de julho de 2012

terça-feira, 17 de julho de 2012

Motivos para sorrir

Se você riu desse quadrinho eu já me dou por satisfeito. Se você não riu desse quadrinho... foda-se! Eu ri, e é isso que importa! www.rodrigoshampoo.jimdo.com

terça-feira, 10 de julho de 2012

Momento Rodrigo Shampoo


Crônicas sobre o meu tempo
 
Muitas vezes pedimos para que o tempo passe mais rápido, outras vezes caímos em contradição e gostaríamos de ter o poder de pará-lo. Seria fácil! É só quebrar o relógio! Mas o tempo lá fora não pararia, e você perderia tempo, este bem precioso que não queremos abrir mão, nem que seja para não fazer nada e reclamar depois que não tem tempo pra nada.
 
         "Tic-Tac dia e noite, noite e dia", neste ritmo frenético minha mãe dizia o que eu tinha que fazer nas primeiras horas do dia: Hora de acordar, hora ir pra escola... Já na escola quem ditava o ritmo era o sinal que estava sempre 5 minutos atrasado do relógio de parede da sala de aula. Mas a hora era sempre mais devagar quando estava perto da hora do recreio, mas depois do recreio passava rápido e logo era hora de ir embora.
 
         Ah, meu relógio de parede! Marcava sempre 13 horas quando o almoço estava na mesa, o meu relógio nunca errava. Mas logo depois ele dava uma de dedo duro e avisava para a minha mãe que era hora do banho, e depois do banho o dever de casa. Sentia raiva do meu relógio redondo pendurado na parede da cozinha, preto e branco com grandes números de um a doze e três ponteiros que não paravam de rodar, às vezes faziam um tic-tac insuportável. Mas o meu relógio se redimia quando falava para minha mãe que eu já podia brincar, e brincando eu esquecia do tempo, até ser chamado para tomar banho e jantar. Como eu odiava o tempo que parecia andar mais rápido enquanto eu brincava do que enquanto eu estudava.
 
Que relação de amor e ódio é essa que eu tenho pelo tempo? Será que todos têm? Por que eu tinha que ir dormir sem sono? Esse tal tempo é poderoso, ele não para nunca e ainda põe todos ao seu dispor. Menos eu, que enquanto estava sem sono eu olhava para a janela e o via passar na maior tranquilidade, pensando no novo dia que o sol traria na manhã seguinte.
 
Hoje eu sou escravo do meu tempo, sempre olho para as paredes à procura de um relógio. Mas ainda guardo o velho hábito da infância de olhar para janela sem sono antes de dormir, então eu olho para o meu velho relógio de parede e penso “estou livre de você, pelo menos até acordar”.
 
         Neste momento eu estou olhado a hora no meu relógio. Já estou atrasado, mas nem sei para quê!

domingo, 8 de julho de 2012

Dogcão é um fofo

Se o mundo é um lugar difícil, o Dogcão é o contrapeso da balança, ou seja, ele é um fofo! Aproveite o momento de ociosidade e visite www.rodrigoshampoo.jimdo.com